Alma de viajante

Hoje parado em frente ao computador, comecei a abrir aquelas pastas com fotos nostálgicas de mochilões passados.

Passa um filme completo das pessoas que encontrei no caminho, dos lugares inesperados que o destino me levou, das situações engraçadas que vivi e dos perrengues que superei. Que escola de vida é viajar!

Os momentos que uma viagem traz ficam quase sempre eternizados em nossa alma viajante e nos acompanham para a vida em forma de lembranças deliciosas. Aprendi que cada viagem é ÚNICA!!! Aquela combinação nunca mais será vista. Mesmo que o lugar seja igual, o sabor mudará, o tempo trocará de temperatura, o aroma terá outra fragância, o destino te levará a novos caminhos e as pessoas que cruzarão seu trajeto deixarão outras lindas e diferentes experiências.

Acho que é isso que faz a gente ter sempre essa vontade inexplicável de viajar, viajar e viajar. Nesse momento chamado 'viagem' não tem rotina, há uma atenção completa no agora e despertamos nossa alma viajante (curiosa, inquieta e livre).

Nas viagens, as prioridades mudam, o olhar se encanta com mais facilidade, o vento e o sol batem com mais força na face.

Coloquei como desafio pessoal manter esta alma mochileira e andarilha na 'rotina' do dia a dia.

Mesmo na cidade que estamos acostumados, há chance do novo, existe o encanto do agora e o destino estará sempre ali, prontinho para agir.

É só dar ouvido, olhar e paladar a ele. E me conte? Você também tem um alma viajante guardada aí?


Até a próxima! Com mochila nas costas e vida pela frente!


Texto: Benedito Roma

Br Hostel - Savassi - Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil